Club de
Marechal Cândido Rondon

HISTÓRIA DO ROTARY CLUB DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON

A história do Rotary Marechal

 

Foi no início de 1969 que o governador do então distrito de Rotary 463 do Paraná, Milton Munhoz, nomeou o toledano Pedrinho Antônio Furlan como representante oficial da governadoria para fundar um Rotary Clube em Marechal Cândido Rondon. O município, na época, contava com apenas nove anos de vida independente, mas já somava um número considerável de lideranças para viabilizar a fundação de um Rotary Clube.

“Naquela época inexistiam comunicações fáceis. Não tínhamos rodovia asfaltada, telefone e nem qualquer outro tipo de comunicação rápida. Dirigimo-nos então a Marechal Cândido Rondon e fomos procurar o médico Miguel Patiño Cruzatti, expondo a ele nossa missão e solicitando a sua plena colaboração. Para nossa alegria, o Dr. Miguel iniciou contato com as lideranças da cidade e em pouco tempo, após diversas viagens a Marechal Cândido Rondon, tínhamos um esboço dos possíveis sócio-fundadores, que representavam no momento as mais expressivas lideranças daquela comunidade”, destacou Pedrinho Furlan.

Uma vez passado este processo, o representante do governador comunicou a relação dos sócio-fundadores. A primeira reunião do clube aconteceu no dia 12 de junho de 1969, sendo que a Carta Constitutiva do Rotary International é datada de 23 de junho daquele mesmo ano.

“Devo confessar que uma das maiores alegrias da minha vida foi conseguir a constituição e o início do perfeito funcionamento do Rotary Clube de Marechal Cândido Rondon”, acrescentou Pedrinho Furlan.

 

Primeira gestão

 

“Como não poderia deixar de ser, o seu primeiro presidente foi Miguel Patiño Cruzatti” (foto). Desta forma Pedrinho Furlan destaca o amigo que, na época, foi fundamental para que o Rotary Marechal se tornasse uma realidade.

O primeiro presidente, Miguel Cruzatti, nasceu em Lima (Peru), tendo se naturalizado brasileiro. Veio ao Brasil na década de 50, e estudou medicina na Faculdade Nacional de Medicina do Rio de Janeiro. Depois de formado veio a instalar-se em Marechal Cândido Rondon, onde residiu e trabalhou até o dia 24 de dezembro de 2009, quando veio a falecer.

Em entrevista ao jornalista Jadir Zimmermann no ano de 2004, Cruzatti relembrou do início do Rotary no município. Orgulhava-se da campanha “Uma bandeira em cada sala de aula”, que foi modelo em nível distrital. Lembrou também de uma luta, iniciada na época e que até hoje não se concretizou no município: a instalação de um abatedouro municipal.

O médico recordava também que as primeiras reuniões aconteciam ordinariamente às sextas-feiras, às 20h30, geralmente no Clube Concórdia, muitas vezes na penumbra, pois a energia elétrica ainda não existia.

 

Fundadores

 

Adelmo Maldaner

Antônio Maximiliano Ceretta

Auri Zart

Carlos Andrade Dantas

Dealmo Selmiro Poersch

Edmundo Granisch

Egon Freier

Egon Wanderer

Gernot Reuter

Harry Feiden

Helio Sakuragui

Ilmar Priesnitz

Joaquim Felipe Laginski

Joaquim Magadanello

Leopoldo Pietrowski

Lírio José Schaedler

Luiz Valiente Otero

Miguel Patino Cruzatti

Nori Pooter

Omar Priesnitz

Osny Augusto

Werner Wanderer

Írio Welp

 

 Presidentes:

1969/70 – Miguel Patino Cruzatti

1970/71 – Nori Pooter

1971/72 – Harry Feiden

1972/73 – Gernot Reuter

1973/74 – Romeu Saatkamp

1974/75 – Nori Pooter

1975/76 – Ilmar Priesnitz

1976/77 – Roberto Bespalez

1977/78 – Egon Wanderer

1978/79 – Plínio Ari Schütz

1979/80 – Carlos Alberto Rodrigues

1980/81 – Lírio Schaedler

1981/82 – Erci Anelino Sturm

1982/83 – Jorge Azevedo

1983/84 – Alcido Port

1984/85 – Leodir Pasetti

1985/86 – Gedi Kerber

1986/87 – Orlando Miguel Sturm

1987/88 – Romeu Gebauer

1988/89 – José Camilo

1989/90 – Nelto Leopoldo Schneider

1990/91 – Elmir Port

1991/92 – Romito Graebin

1992/93 – Celson Allebrandt

1993/94 – Miguel Fernandes Reichert

1994/95 – Albert Lamb

1995/96 – Luiz Sadi Cecatto

1996/97 – Ulices Pizatto

1997/98 – Antonio Rudi Leobet

1998/99 – Ademar Dahmer

1999/00 – Milton Becker

2000/01 – Elemar Hensel

2001/02 – Geraldo Pasinatto

2002/03 – Celso Ribeiro

2003/04 – João Schaedler

2004/05 – Jadir Zimmermann

2005/06 – Flávio Ervino Schmidt

2006/07 – Emerson Delázari Donini

2007/08 – Ana Carolina Hildebrand Seyboth

2008/09 – Gilmar Hasenkamp

2009/10 – José Lademir Friedrich

2010/11 – Paulo Ivando Kempfer

2011/12 – Hermínio Dassoler

2012/13 – Neri Gervásio Wagner

2013/14 – Guilherme Friedrich von Borstel

2014/15 – Affonso Gonçalves Junior

2015/16 – Douglas André Roesler

2016/17 – Valmor Drechsler

2017/18 – Márcio da Mota

2018/19 – Grasielly Raquel Arenhart von Borstel



PAUL PERCY HARRIS,O FUNDADOR DO ROTARY INTERNATIONAL

Paul Percy Harris nasceu em 19 de abril de 1868 em Racine, Wisconsin, nos Estados Unidos, ao norte de Chicago. Foi o segundo dos 6 filhos de George N. Harris e Cornelia Bryan Harris. Por problemas financeiros, aos dois anos foi morar, juntamente com seu irmão Cecil, então com 5 anos, com seus avós paternos Howard e Pamela Harris, na cidade de Wallingford, no Estado de Vermont, nos Estados Unidos.

Foi aí que praticamente começou o direcionamento da vida de Paul Harris, como ele mesmo recorda em suas memórias "Meu Caminho para Rotary": “ Eu tive o privilégio de viver em um lar estável, onde não faltava nada e nada era excessivo; onde os ideais eram os mais elevados e a educação era o objetivo supremo.” Esta visão em direção à educação o levou às Universidades de Iowa, onde se formou advogado e obteve o título de doutor honorário na Universidade de Vermont.

Ao receber o seu diploma, Paul decidiu que passaria cinco anos conhecendo o mundo antes de se dedicar à sua nova profissão de advogado. Foi neste tempo que trabalhou como repórter de jornal, professor de economia, ator de teatro e cowboy. Fez também inúmeras viagens pelos Estados Unidos e Europa como representante de uma companhia de mármores e granitos.

Finalmente, em 1896 decidiu advogar em Chicago. O ambiente da cidade era difícil, com muita imoralidade, Incêndios fraudulentos, e falências, melhorando em 1900 com o fechamento das casas de jogos e tavernas, com a Promulgação da Lei Federal de Falências e a segregação da prostituição. Foi advogado durante 32 anos, membro do Colégio de Advogados do Estado de Illinois, do Colégio Americano de Advogados e Presidente da Comissão de Ética Profissional do Colégio de Advogados de Chicago. Em um dia no outono de 1900, Paul P. Harris se encontrou com o advogado Bob Frank para jantar em um luxuoso bairro no norte de Chicago. Eles saíram para uma caminhada parando em algumas lojas no caminho. Harris ficou impressionado com a maneira como Frank tinha feito amizades com muitos dos vendedores.

Desde que se mudara para Chicago para abrir seu escritório de advocacia, Harris não havia encontrado a mesma Camaradagem que Frank tinha com seus colegas empresários, e naquele momento começou a pensar em como encontrar esse tipo de companheirismo que o lembrava da cidade em que ele havia crescido na Nova Inglaterra. Em 23 de fevereiro de 1905 Paul Harris, juntamente com outros três homens de negócios: Silvester Schiele, comerciante de carvão, Gustavus Loehr, engenheiro de minas e Hiram Shorey, alfaiate, reuniram-se no Edifício Unity, na N orth Deaborn Street, 127, 7º andar formando o primeiro clube. O primeiro Presidente foi Silvester Schiele. O clube recebeu o nome de “Rotary” devido ao fato de que seus sócios se reuniam em rodízio nos respectivos locais de trabalho, em um sistema de rodízio. Seu quadro associativo cresceu rapidamente. Em 1907 surgiu o primeiro projeto comunitário: a instalação do primeiro sanitário público da cidade de Chicago, localizado perto da Prefeitura.

Em 1910 foi realizada a primeira Convenção, congregando se os clubes na Associação Nacional de Rotary Clubs. Paul Harris foi eleito Presidente da Associação. Nessa Convenção, por proposição de Arthur Frederik Scheldon, professor de marketing, foi adotado o lema: “mais se beneficia quem melhor serve seus companheiros”. Paul conheceu a sua futura esposa Jean Thompson em 1910 durante um passeio organizado pelo Prairie Club of Chicago, um grupo de amadores de atividades ao ar livre que ele ajudou a formar. Paul e Jean casaram-se em julho Daquele mesmo ano e dois anos mais tarde Paul construiu uma casa com vista para o campo onde eles se encontra ram pela primeira vez. A casa recebeu o nome de Comely Bank, o mesmo nome da rua onde Jean morou em sua infância, em Edimburgo, na Escócia. Paul e Jean não tiveram filhos.

Na 2ª Convenção, em Portland, Oregon, no ano de 1911, Paulo foi reeleito, dedicando-se ao desenvolvimento e expansão. Aprovou-se a proposta de Benjamin Franklin Collins, adotando-se o lema: “Servir, porém não a si próprio. Somente 40 anos depois, na Convenção de 1950, em Detroit, Michigan, EUA, foram oficialmente designados os lemas: “Mais se beneficia quem melhor serve” e “Dar de si antes de pensar em si”. O primeiro Rotary Club fora dos Estados Unidos foi fundado em 1911 em Winnipeg, Manitoba, Canadá. Nesse ano Nasceu a “The National Rotarian” publicação precursora da revista "The Rotarian".

Na Convenção de Duluth, Minnesota, em 1912, o nome foi mudado para Associação Internacional de Rotary Clubes, e encurtado em1922 para Rotary International.

Os Harris viajaram pelo mundo promovendo Rotary, sempre reconhecido como personalidade mundial, destacada, tendo recebido inúmeras condecorações. No Brasil, em 1942, recebeu do Presidente Getúlio Vargas, a “Ordem do Cruzeiro do Sul.

Paul faleceu em Comely Bank em 27 de janeiro de 1947 com 79 anos e foi enterrado no cemitério Mount Hope, nos arredores de Blue Island, perto da sepultura de seu velho amigo Silvester Schiele. Após a morte de Paul, Jean retornou à Escócia, sua terra natal, onde faleceu em 1963, com 82 anos. Em "Meu Caminho para Rotary", Paul atribui os valores nele incutidos por seus avós e vizinhos, a base que o levou à concepção de Rotary:

O Rotary nasceu do espírito de tolerância, boa fé e serviço, qualidades Características de meus familiares e companheiros de infância na Nova Inglaterra. Tenho tentado transmitir minha fé nesses valores a outros Seres humanos, com a mesma intensidade com que ela brilha dentro de mim”.


Notícias do Clube

Rotary Club Marechal Cândido Rondon entrega o trigésimo computador

              Representantes das empresas parceiras e companheiros do Rotary Club Marechal Cândido Rondon realizam mais uma entrega de computador em uma pequena confraternização com moradores da associação do bairro Primavera.               Já foram entregues 30 computadores e  diversas entidades já foram beneficiadas, algumas com vários computadores mas desta vez, conforme frisado pelo presidente do SICREDI  Adolfo Freitag, foi a primeira entrega festiva. Após a rápida fala de alguns companheiros e representantes das empresas parceiras, todos confraternizaram com os moradores  do bairro em um ambiente de companheirismo e alegria.               O projeto de entrega de computadores iniciado na gestão anterior presidida pelo companheiro Valmor Drechsler, que é sócio proprietário da empresa parceira RONDOTEC que é responsável pela recuperação e montagem  dos computadores, em alguns casos. A parceira SICREDI fornece os computadores que apesar de ainda terem ótimas condições de uso são substituídos por ela devido aos avanços tecnológicos. 

Postado em 19 de Outubro de 2018 por

Convite para Webinar - Rotary Club Satélite

Prezado (a) Rotariano (a), O aumento do quadro associativo é um desafio para muitos clubes. Mas você e seu clube podem contribuir e muito com a expansão no Brasil! Convidamos-lhe para a apresentação ao vivo: CLUBE SATÉLITE - Acelerando o crescimento do quadro associativo! CLIQUE AQUI PARA INSCREVER-SE O webinar acontecerá no dia 29 de Outubro às 15 horas (horário de Brasília) com a participação especial do Governador 2012-13 Distrito 4440 • Antonio Zago. Caso não possa particiar ao vivo, inscreva-se (clique aqui) para receber a gravação.  Gratos Equipe de Suporte a Clubes e Distritos (CDS)

Postado em 17 de Outubro de 2018 por

Cinquenta Mil vozes contra a Pólio

Estádio lotado presencia trabalho dos voluntários do Rotary para a erradicação da paralisia infantil no mundo.  Porto Alegre, RS, Brasil- 14/10/2018 – A multidão presente ao Estádio Beira-Rio do Sport Club Internacional testemunhou mais uma ação de divulgação da Campanha End Polio Now do Rotary International para erradicação da poliomielite (paralisia infantil) no mundo.  Os  50 mil torcedores assistiram antes do início da partida entre Internacional X São Paulo pelo Campeonato Brasileiro de Futebol da CBF a entrada em campo dos rotarianos do Rotary Club de Canoas Industrial com faixas alusivas ao trabalho para eliminar a doença do planeta.  Ao mesmo tempo, os jornalistas esportivos dos principais veículos de comunicação do país presentes ao evento recebiam informações sobre a ação e o trabalho do Rotary, que foram repassadas para centenas de milhares de ouvintes e tele espectadores que acompanhavam a transmissão do evento esportivo.  O ponto culminante foi a entrada de mais 50 crianças vestindo a camisa símbolo da campanha End Polio Now junto com os atletas dos dois times antes do início da partida, para a execução do Hino Nacional Brasileiro. Todo o evento teve transmissão ao vivo pelos canais de televisão aberta e por assinatura, e também por canais privados e em redes sociais, alguns exclusivos para associados do Internacional. Imagens em video dos melhores momentos do evento podem ser vistas no canal do clube em: www.youtube.com/rotarycanoasind  End Polio Now Campanha mundial do Rotary para erradicação da paralisia infantil no planeta. Para mais informações, acesse o site do endpolionow.org/pt.  O Rotary O Rotary é uma rede global de voluntários que se dedicam a enfrentar grandes desafios da humanidade. Seja ajudando famílias menos privilegiadas ou lutando para erradicar a pólio no mundo, seus associados causam mudanças positivas local e internacionalmente. Para mais informações, acesse o site do Rotary.

Postado em 15 de Outubro de 2018 por

Reuniões Quartas-Feiras | 20:30
Rua Paraná,5032